Jogos e Passatempos: idéias para divertir todos os seus amigos e familiares

Jogos divertidos, inteligentes e que proporcionarão a todos momentos de muita alegria
 

Jogos que darão a você, aos seus filhos, à sua família e aos seus amigos boas horas de entrosamento, aprendizado e diversão.

Aproveite as festas de final de ano, onde a família toda se reúne, e coloque em prática os jogos a seguir. Jogos práticos, que utilizam materiais simples e proporcionam a todos momentos de muita alegria e diversão!

JOGOS E PASSATEMPOS

FUTEBOL NO PAPEL

Joga-se com dois participantes e é indicado para crianças de 6 a 12 anos.

Material para o jogo: você vai precisar de 1 folha de papel e 2 canetas de cores diferentes para a brincadeira.

Regras do jogo: Na folha de papel, é desenhado um grande retângulo que representa o campo. Nos dois lados menores, desenham-se dois retângulos menores e centralizados, que simbolizam o gol. Cada jogador pega uma caneta de cor diferente e, do seu lado do campo, desenha cinco cruzes pequenas, que representam os jogadores da sua equipe. O jogador apóia a ponta da sua caneta sobre uma das cinco cruzes e, com um golpe rápido, faz um traço. O limite do seu traço é uma nova cruz. Esse traço é a movimentação de seu jogador. O outro jogador faz o mesmo. Eles podem decidir avançar apenas uma cruz ou várias.

Se, depois de um movimento de um dos jogadores, ele cruzar com um jogador da equipe adversária, os dois jogadores recomeçam do ponto de partida. Aquele que conseguir fazer entrar um desses jogadores no gol do adversário marca um gol e é declarado o vencedor.

Também é possível decidir jogar durante um certo tempo e aquele que fizer mais gols é o vencedor.

A PALAVRA-MÃE

A quantidade de participantes pode variar entre 2 a 30. As crianças, principalmente as de 8 a 10 anos, podem se divertir bastante com esse jogo.

Regras do jogo: É proposta aos jogadores uma palavra com várias sílabas (por exemplo, carteira) que tenha pelo menos duas ou três vogais. Ao sinal do animador, cada jogador escreverá em uma folha de papel todas as palavras formadas com as letras da palavra-chave que lhe ocorrerem. O ganhador é o que encontrar mais palavras em cinco minutos. Assim, com a palavra carteira, é possível formar uma grande quantidade de nomes: arte, cera, teia, cara, rata, reta… Considerando a idade dos jogadores, será aplicada a regra de forma bem flexível, aceitando, por exemplo, artigos, conjunções, plurais e gírias.

Alternativas para o jogo: Se houver muito jogadores, o jogo ficará mais difícil, obrigando-os a formar palavras com, no mínimo, quatro ou cinco letras. Fica proibido, é claro, usar uma letra mais vezes do que as vezes que ela aparece na palavra-chave. Da mesma forma, podem ser recusados plurais, nomes próprios, pronomes, artigos e conjunções. Ao fim do tempo previsto, cada jogador lerá sua lista de palavras. As palavras relacionadas por vários jogadores serão consideradas nulas, e os jogadores marcarão tantos pontos quantas forem as palavras que apenas eles encontraram.

AS PALAVRAS COMPANHEIRAS

Esse é o jogo ideal para treinar o raciocínio rápido e o conhecimento de palavras. É indicado para crianças de 8 a 12 anos e requer de 2 a 10 participantes.

Regras do jogo: Dois jogadores vão ao quadro-de-giz. O animador propõe uma palavra. Trata-se de encontrar uma outra palavra associada à primeira dentre muitas expressões de uso corrente. Por exemplo: dia e noite, sal e pimenta, cedo ou tarde.O primeiro jogador que encontrar uma palavra aceitável e a escrever corretamente marca um ponto. O jogo pode ser realizado individualmente ou em equipes.

JOGO DOS SINÔNIMOS

Reúna de 2 a 30 participantes para organizar essa brincadeira indicada para crianças de 8 a 12 anos.

Regras do jogo: O animador do jogo lê uma lista de palavras escrita pelos jogadores nas folhas de papel. Ao sinal combinado, os jogadores devem escrever um termo sinônimo ou relacionado ao lado de cada palavra. Serão aceitos todos os termos cujo sentido seja semelhante ao da palavra-chave. Por exemplo, para “casa”, serão aceitos “acomodação”, “cabana”, “habitação”, “lareira”, “residência” etc. Quando o tempo previsto terminar, os jogadores contam e escrevem, na folha de papel, o número de letras das palavras sinônimas que foram aceitas. O ganhador é o que conseguir escrever palavras com o maior número de letras. É preciso observar que a quantidade de letras é que conta e não as palavras.

Alternativas para o jogo: Para as crianças de 11 ou 12 anos, será exigido que encontrem o maior número possível de sinônimos para cada palavra-chave. Nesse caso, são as palavras que serão contabilizadas, e o ganhador será o que encontrar o maior número de palavras.

Adicionalmente, o jogo pode ser objeto de um concurso por equipes. A mesma lista é dada a todas as equipes. Os jogadores de cada equipe consultam-se e, ao fim de cinco minutos, entregam sua lista ao animador do jogo. A equipe vencedora é a que encontrar o maior número de sinônimos.

CADEIA GEOGRÁFICA

O número de participantes pode variar entre 6 a 12 e é ideal para crianças de 8 a 12 anos.

Regras do jogo: Os jogadores se sentam em círculo. O primeiro diz o nome de uma área geográfica (cidade, região ou país). O jogador seguinte deve prosseguir, dizendo o nome de outro lugar que comece pela mesma letra que terminou o nome dado pelo primeiro jogador, e assim por diante. Por exemplo:
Primeiro jogador AMÉRICA
Segundo jogador ACRE
Terceiro jogador ESTADOS UNIDOS
Quarto jogador SÃO PAULO
Quinto jogador OLINDA

O jogador que não encontrar a resposta em 30 segundos perde um ponto como penalidade. O jogo segue durante cinco minutos, e o jogador que perder menos pontos ganha. Será sem dúvida bem útil ter um atlas ou dicionário para esclarecer qualquer dúvida.

AS CAPITAIS

Chame de 4 a 12 participantes para esta brincadeira, de preferência crianças de idade entre 7 a 11 anos.

Regras do jogo: O animador do jogo faz uma lista de países, indicando, para cada um deles, três cidades, uma delas a sua capital. Enquanto ele lê a lista, os jogadores (individualmente ou em equipes) escrevem numa folha de papel o nome de cada país e da sua capital. Por exemplo:
ITÁLIA Roma, Florença, Veneza
JAPÃO Tóquio, Kyoto, Yokohama
POLÔNIA Cracóvia, Lodz, Varsóvia
BOLÍVIA Sucre, La Paz, Potosí

Em seguida, o animador do jogo fala as respostas corretas. A equipe ou o jogador que acertar mais ganha a prova.

Alternativas para o jogo: Para que o jogo fique mais difícil, o animador pode dar apenas o nome do país e pedir aos jogadores que inndiquem a sua capital. Os jogadores devem confiar unicamente na memória. Pode-se ainda substituir os países pelos estados brasileiros, por exemplo.

QUEM SOU EU?

Este é o tipo de jogo ideal para reunir um grupo grande para se divertir, ou seja, em torno de 20 a 50 participantes.

Material para o jogo: Você só vai precisar separar alguns pedaços de papel, 1 lápis e 1 fita adesiva.

Regras do jogo: Escrevem-se em pequenos pedaços de papel os nomes de artistas ou personagens célebres e prende-se um desses papéis nas costas de cada participantes com fita adesiva, sem que ele saiba quem é.

Cada um deve descobrir que artista ou personagem tem preso nas costas. Para isso, ele pergunta aos outros jogadores quem entre eles sabe sua identidade. As perguntas devem ser respondidas apenas com sim ou não. Por exemplo: “Eu estou vivo agora?” “Sou homem (ou mulher)?” Quando achar que já sabe quem é, o jogador anuncia o nome. Se estiver certo, continua a participar do jogo, respondendo às perguntas que os outros fazem. O jogo prossegue até que todos tenham descoberto sua identidade.

Vote it up
930
Gostou deste artigo?OBRIGADO
 

 

 

Na Nossa Loja